28 abril 2006

Debatendo o Sistema de Ensino Brasileiro

Essa daqui é a redação do trabalho de Calculo, nota 9.0 (de 10).

Aperfeiçoando o Ensino da Matemática

.....Com algumas peculiaridades particulares - variando com o ensino, época e professores - o ensino médio deixou a desejar para o grupo. Os conjuntos numéricos foram pouco explorados; da mesma forma como foram: par ordenado, sistema cartesiano e função. Um ensino um pouco mais profundo e preparado pode revolucionar o aprendizado da matemática, tão débil [maioria] no país.
....."Corpo ordenado" foi uma novidade para todos no ensino superior. Apesar dos conjuntos numéricos terem sido apresentados, em maioria, no ensino fundamental, com exceção dos números complexos, no médio. Faltou uma melhor apresentação das propriedades do "corpo" e, sobretudo, sua aplicação no decorrer do ensino; com citações e revisões até a conclusão do ensino médio.
.....Relações bunárias, sistemas cartesianos e mesmo a introdução à função foram ensinados por "balões" de uma forma muito teórica, sem muita aplicação prática; nem eram comparados ou identificados com exemplos no gráfico cartesiano. Nem mesmo foi esclarecido o porquê do nome "cartesiano". Tais dificultam o aprendizado do aluno e afastam muito a matemática das "humanas", tornando-a monótona e 'chata'; sendo que um apêndice histórico nos tópicos contribuiria no ensino e, até, enriqueceria a matéria.
.....Já quanto às funções, pouco se tem a reclamar no ensino médio. Porém, algumas coisas consideradas "primordiais", vistas na faculdade, foram tocadas superficialmente; a principal foi a pouca exploração dos gráficos. Todas equações e inequações apenas foram ensinadas de forma algébrica finalizando-se com um esboço gráfico; mas, quanto a resolver tais utilizando o gráfico (usando as operações a adição, subtração, multiplicação...) - o que facilita muito - nem ao menos foi citado.
.....Para superar essas "faltas" no ensino fundamental e médio, medidas como: abordagens mais profundas do assunto, dando ao aluno uma compreensão melhor da matéria; pode facilitar muito o aprendizado, para que não fique "decoreba sem porque". Também incrementando um pouco de História no curso; o deixará mais atrativo, descontraído e interessante, com um 'gosto' de: isso vai muito além de fórmulas e contas. E com professores capacitados e preparados. Dessa forma, o ensino melhoraria supreendentemente no Brasil; acabando com aquela cultura da maioria dos alunos "odiarem" matemática.


...........................

O mais legal foi a aula, o grupo (Antonio, Mauro e eu) fomos a frent - os primeiros - a falar sobre o trabalho, explorar mais os conceitos etc. E foi muito legal mesmo. Mas como eramos o primeiro grupo então acabamos servindo como aqueles que ligariam a coisa, antes dela esquentar. E só foi no terceiro grupo que a coisa esquentou, ai foi fervente até o final da aula. O debate foi muito forte, longo. Algumas pessoas possuem a mais pura expressão e sentimento de ÓDIO do ensino publico na formação básica (fundamental e médio).
E percebi o quão eu fui abençoado em estudar no Colégio Adventista. A diferença era radicalmente bruta. Tudo! Alguns, nem nunca tiveram PA e PG. E por ai vai. Fora declarações de diretores das escolas para os professores: "Olha, vai lá na aula e só escreve umas coisas na lousa e deixa pra lá. Saindo daqui eles vão ser tudo servente de pedreiro, bebedos, drogados, ou vão morrer em alguma cadeia." Entre outras, "vocês nunca entrarão numa universidade boa, e publica." etc.
O sentimento foi de revolta contra o sistema educacional, e saimos ali de tal modo, que se o congresso nacional ficasse ali dentro da USP, ah não daria outra, iriamos lá e quebraria tudo!
Meu, foi muito bom aquele debate, melhor "apresentação do trabalho". hehe Deu para a turma se conhecer melhor. Fortalecer a união, o espirito critico, e aquele sangue quente em tentar mudar as coisas, o sistema etc. PARA MELHOR lógico.



............
Qualquer comentário, sugestão, pergunta, visão etc. Sobre o sistema educacional brasileiro (ensino médio principalmente) é bem vindo, principalmente se for tratar de matemática. Também vale para ensino privado.

1 comentários:

Ana Lígia disse...

Legal que o pessoal da sua turma saiba debater. Ter senso crítico ñ é só p/ aluno de ciências sociais, matemática ou sei lá qual. É p/ todo mundo ter. Mas quanto ao colégio adventista, pelo menos o de sjc, ñ é tão bom assim. Estudei lá da 6ª ao 3º ano e, principalmente no ensino médio, dava p/ sacar que se tratava de uma "escola estadual melhorada". Ninguém que tenha feito o médio no adventista passou nalguma uni. pública.