30 março 2006

Analisando as Cidades Grandes

As Cidades São Viveiros de Vícios

A sucessão de prazeres e divertimentos centraliza-se nas cidades. Muitos pais que escolhem um lar na cidade para os filhos, pensando dar-lhes maiores vantagens, são desapontados, mas demasiado tarde se arrependem de seu terrível erro. As cidades de nosso tempo tornam-se depressa como Sodoma e Gomorra. Os muitos feriados animam à ociosidade. Os divertimentos - o teatro, corridas de cavalo, jogos, as bebidas alcoólicas, banquetes e orgias - estimulam ao extremo todas as paixões. A juventude é arrastada pela corrente popular. Parábolas de Jesus, pág. 54.

Foi-me revelado que as cidades se encherão de confusão, violência e crime, e que estas coisas aumentarão até ao fim da história da Terra. Testemunhos Seletos, vol. 3, pág. 115.

Em todo o mundo as cidades se estão tornando viveiros de vícios. Por toda parte se vê e ouve o que é mau, e encontram-se estimulantes à sensualidade e ao desregramento. A Ciência do Bom Viver, pág. 363.



-------
Pensando bem, esses textos acima têm total razão. Isto que foram escritos no final do século XIX, imagine nos dias de hoje então, como essa questão se agravou.

Eu estava pensando durante a semana enquanto tinha aqueles longos periodos de reflexao até chegar na cidade universitária qual era a causa dessa desgraça nas cidades grandes. Então percebi quando veio em mente aquele versiculo:

"O amor ao dinheiro é a raiz de todos os males."

Bingo! (termo proposital)
O amor do dinheiro traz de tudos e todos sabem o quê. Imagine numa cidade grande onde o motivo de sua existência é exatamente o que implica nesse verso. Ou seja, a cidade é uma Gomorra do capitalismo!
As pessoas vivem ali como escravas, trabalhando para tentar sobreviver sem nenhuma qualidade de vida. E apenas um trabalho que dê um dinheiro maior é o que poderá dar uma "qualidade de vida melhor" (atenta para as aspas)... pois as pessoas por ficar vendo TV, gente rica, e sempre sorridente, bonitas (maquiagem) etc... pelas cameras... acreditam que o dinheiro é o que dá felicidade. Porém, essas mesma pessoas que aparentam ser felizes, sao raras as que não sao dependentes de alguma droga (alcool conta) e antidepressivos... fora os que se suicidam etc.

E vendo por um outro angulo, vê-se claramente que as cidades rompem com o sistema da Criação de Deus. Ou seja, a interassão com a natureza. Perdeu o contato com as atividades ao ar livre, contemplar a natureza (nem mais estrelas se vê por aqui)... tais atividades que tranquilizam a alma, e faz você ser paciente e ficar saudavel e ocupado.
Mas na cidade não existe isso. Porem existe uma necessidade nossa de fazermos alguma atividade para distrair a mente dos trabalhos diarios. Entao surgiu com força total a INDUSTRIA DO ENTRETENIMENTO.
E os jovens estão devorando ela. Destaco algumas coisas: baladas, casas noturnas, bares, shows, jogos, GAMES e "esportes".
E essa então passou a ser vamos dizer, "a interessão das grandes cidades". O que acaba gerando uma BOLA DE NEVE.

E as pessoas estão dão adaptadas a tais, que não percebem suas malignitudes. A tal ponto de pensarem que os "bobos" são aqueles que não participam de tais. Mas como diz o provérbio:

"Os tolos se divertem na tolice, o mesmo é a sabedoria para os sábios." (tá escrito com outras palavras)

É muito distinto um servo de Deus que vive numa cidade grande dos demais. Pois ali na cidade TUDO foi feito por mãos de impios e para satisfazer os desejos e ambições desses. E um homem de Deus não se satisfaz com coisa alguma dessas. E assim não participa de tais. E os impios ficam CHOCADOS com tais homens. E como sempre há 3 reações, tais podem ser:

- Zombar.
- Adiar. Ou seja, deixar o tempo dizer, pra depois.
- Buscar mudar sua vida, e seguir o exemplo dos sábios.

E estatiscamente sabemos que a minoria opta pela ultima opção.

Essas cidades são muito perigosas mesmo. Não se pode sair de casa sem a proteção de Deus, por um instante sequer. Pois, se você bobiar, na sua sala, você convida o diabo a entrar no seu lar. Imagine então quando se pisa fora de sua propriedade. É TUDO uma obra-prima do diabo.
Indo para USP notei isso claramente, para onde se repousava os olhos se via claramente a sua imagem e a do pecado. O grande alivio é quando chega na USP onde possui uma certa abundancia da natureza, mata... pena que não é de dia, pois daria para desfrutar dos canticos dos passáros.

Segunda parte
Lá estava eu no chuveiro quando conclui alguns pensamentos. Sobre o que a "vida moderna", principalmente, por causa da "mídia" e da "imputação" que os lideres capitalistas fizeram ao povo, fez com a mentalidade de tantas pessoas, principalmente dos jovens.

E olha o ponto que chegou:

O censo comum é que "felicidade", "alegria" vem da DIVERSÃO e do PRAZER... em outros palavras, desfruir da industria do entreterimento.

Você já ouviu alguem dizer coisas do tipo: "Vida de indio deve ser chato." "Aquelas pessoas que viveram antes da tecnologia tinham uma vida tão chata." "Se no Céu não ter futebol e não vou." "O Céu vai ser uma chatisse porque não terá diversão."

Foi ai que tirei meu pensamento.

As pessoas associaram o "viver", "ter alegria", "felicidade"... em participar de coisas como: bares, shows, jogos, competições, jogos eletronicos, baladas e etc. etc. etc. - tudo aquilo que a industria criou nas cidades, mais fortemente nas grandes.
E se notar, todas essas coisas, gastam $$$. Ou seja, se associa "felicidade" com "dinheiro".

Certamente, daí podemos compreender melhor o porquê da grande ganância que rodeia no mundo, essa vontade dos ricos de acumular mais riquezas etc.
Também, é certo afirmar que MUITAS pessoas "trabalham" para ganhar "$$$"... para ser "feliz". Ou seja, para poder gastar com tais coisas.

Pense um pouco na "bola de neve" que isso provova. "no circulo vicioso". Nas "consequencias" morais, mentais, familiares, espirituais etc. Que isto provoca.

Quantas vezes eu já não fui abordado sábado a noite e fortemente atacado como se fosse a "escória" ou o "louco" ou "um infeliz" porque estava em casa, e não saia para ser "feliz" como os demais jovens fazem para ser.

Satanás conseguiu inventer completamente os valores. E ainda fez uma reta paralela para tais. E o IMPOS no mundo. E nas grandes cidades esse vigor é quase que uma LEI. Que perigo é morar nas cidades. Mais dificil ainda é "vigiar" para não cair nessa cilada.


Pense sobre isso.

6 comentários:

Anônimo disse...

FLH0105 História Antiga I
FLH0121 - História Medieval I
FLH0231 - Historia Moderna I
FLH0331 - História Contempôranea I

Ana Lígia disse...

Segundo o que estudei sobre Indústria Cultural:a Cultura (a produzida pelo povo, a "raiz", pura e tradicional" é transformada em produto de venda. Daí perde seu real valor, pq será consumida ñ só por quem aprecia, mas porque está " na moda", "é chique". Beethoven, Nietzsche, Freud, Literatura de Cordel, e tantas outras manifestações culturais se tornam banais e comuns graças à máquina de transformar td em produto consumível.

Ana Lígia disse...

Cidades: Amo-as. Gosto do seu movimento, das suas luzes, sua correria, sua poluição, seus teatros, cinemas, pessoas neuróticas e depressivas. Cada um olha sobre as grandes cidades de maneira diferente (a minha, talvez, seja um tanto poética). Contudo, odeio a dependência do dinheiro, me entristeço c/ a perda de sensibilidade p/ natureza, coisas simples, detalhes; odeio essa ideologia capitalista de "trabalhar sem cessar". Mas tudo faz parte do cenário fabuloso que é o urbano. Contribuí?

Evandro disse...

Não sei como você pode gostar de "das suas luzes, sua correria, sua poluição, seus teatros, cinemas, pessoas neuróticas e depressivas."

Detesto essas luzes... acabaram com as estrelas e a calmaria das noites. Fez com que as pessoas deixassem de dormir cedo, ter a noite para dormir. Fez com que ficasse muito dependende da enegia elétrica, e assim destruindo ecossistemas e paisagens naturais para construção de Usinas de força etc.

Odio a correria, pois não é NADA SAUDAVEL, nem para a mente, nem para o espirito e muito menos, para o corpo.

Poluição então... Estou incondormado! É um NOJO que está sempre presente, e que "entra" dentro do meu corpo que é segrado, pois o Espirito de Deus habita nele.

pessoas neuróticas e depressivas... Como você pode gostar de desgraças? Doenças? Infelicidade?

É tudo contrário, oposto... a vida moderna capitalista hoje é uma ANTITESE dos valores e do plano de Deus.

Daniel Cittadella disse...

Ola Evandro..
Ótimo seu Blog, muito legal mesmo.
Vou adicioná-lo à minha lista de links.
http://danielperiodismo.blogspot.com

Ana Lígia disse...

Haha larga mão de ser pessimista. Quanto mais odiar, mais difícil vai ser de habitar aqui.