19 março 2006

Sábado - "E Deus o abençou, santificou..."

A semana foi super-hiper-mega corrida, cheia de coisas, de informações, de muita coisa mesmo. Foi tão corrida que passou num piscar de olhos. Com coisas interessantissimas. O melhor foi que comecei a "administrar meu tempo de forma saudavel".


Domingo
Acordei rapidao, e num vapt-vupt cheguei lá no colégio (um pouco atrasado) para ir para o parque do Carmo com os desbravadores.
Chegamos lá, e fizemos uma boa caminhada de quase 1h no parque para chegar ao planetário.

O Planatário é incrivel, e não estou falando de suas confortáveis poutronas. Nele, de repente, fica tudo escuro, mas bem escuro mesmo. Então são projetadas mais de 3000 estrelas! É extraordináriamente INCRIVEL e MARAVILHOSO, NÃO TEM COMO DESCREVER AQUILO!!! Tudos fizeram OOOOhhhhh, e muitos começaram a bater palmas. "Pois como diz a Biblia, os céus anunciam o firmamento e a glória do Senhor."
E algo que deixa triste, aquele era o céu que deveriamos ver em Sao Paulo. Aquelas milhares de estrelas, que não dá para contar, que mais parece um formigueiro de pontos brilhantes numa imensidão do tamanho do amor de Deus. E não vemos aquilo por causa da poluição luminar e atmosférica que há em Sao Paulo.

Isto era o mais impressionante. Depois mostraram umas coisas bem simples e superficiais, como o Sol (com dados errados) e os planetas do Sistema Solar, ah e um cometa.

O interessante é que ali eu conclui e percebi que ver um céu daquele é uma necessidade humana, talvez até como respirar. E que na verdade nos sentimos sufocados por esta vida urbana, com a minima interação com a maravilhosa criacao de Deus (a natureza), e que estamos prestes a ficar sufocados!!!

Após o planetário demos umas voltas no parque e fomos embora. Fiz um culper até em casa (uns 40min), com uns 3kg na mala, num percurso que dá uma média de 4-6km. Ai o plano era tomar um banho comer melhor e ir pro Clube de Lideres, ii.. mas nem deu. Imprevistos ocorreram.
Ai dei uma revisada numas coisas da faculdade, dei uma organizada no que corresponde a internet. e Puf... acabou meu dia.

Segunda
Acordei, estudei um pouco. E tipo, tudo muito correria. Ai almocei e fui pra Sao Caetano dar aula particular. Ai ensinei Binomio de Newton, Triangulo de pascol e fatorial para Juliana. Espero que ela tenha entendido bem mesmo hehe. Ai voltei correndo, rapidao. CHeguei em casa, jantei e em questao de minutos chegou a van para ir pra USP.

E ai lá via a van... e moises com suas cagas no transito. Interessante que deu para dar umas cochiladas no caminho. O ruim é quanto chega na bandeirantes, aquele transito e poluição, simplesmente são destruidores. Mas graças a Deus, sobrevivi.

Na USP, já cheguei no inicio da aula de optica. Foi bem simples, porem com algumas coisas mais complexas e interessantes, como uma experiencia feita lá com laiser e um prima. Só não sei pra quê daquele projetorzinho.
Depois uma aula maluca do laboratório com muitas coisas bem malucas, complexas dificeis. Contas e mais contas ENORMES. Formulas gigantescas... aff! E o pior que no fundo é dahora porque é muito dificil, e vamos dizer força muito o raciocinio, é como se você usasse seu potencial mental ao maximo e o forçava para se desenvolver para ir além e etc. E tinha umas contas que nem vou dizer. Apenas a lição pra casa que foi:
Ache o RESTO da divisão: 129(elevado a: 1234567890) dividido por 7.

- só volto a falar dessa conta quinta-feira.

E então acabado a aula, finalmente volto para casa. Detalhe, minha bunda estava doendo de tanto que fiquei sentado no dia. E ai na volta, deu para tirar uns cochilos dos bons. Melhor ainda quando entrega o pessoal ali pro centro de SA, ai dá para ir deitado e dormindo até em casa (uns 20min).
Novamente chego em casa lá para 12:30 da madrugada. Como alguma coisa, assisti um pouco de JO Soares (afff) e fui dormir.

Terça-feira
O dia foi ainda mais corrido. Levantei cedo, e logo comecei a terminar a ficha de Calculo. E ainda faltava muita coisa. E muitas contas e contas, detonando a borracha, raciocinio etc. Só sei que das 9h-14h passou num piscar de olhos, fazendo essas contas.
Ai fui pra SCS dar a aula sobre Geometria Espacial, bem simples, mas ainda tenho que complementar algumas coisas.
Ah e o interessante, é que eu fui desde daqui em casa até lá fazendo os exercicios no onibus. O pessoal devia estar me achando um maluco. Aliás, ler, estudar, fazer exercicios de matemática etc. Já são considerados pelos "fantoches da Globo" coisa de maluco, quanto mais num onibus.
E na volta também a mesma coisa. Só que no meio do caminho consegui terminar! ufa!

E quando eu chego em casa, na verdade só deu tempo de lavar a mao e tomar um copo de agua. E a van chega. Lá vai yo novamente ficar 2h30min sentado até a USP. Sendo que até ali fiquei desde manha sentado fazendo exercicios, ou no onibus, ou dando a aula. Momentos em pé (casa ao ponto - ponto ao predio da aluna - predio da aluna ao ponto - ponto até em casa (o que no total se deu 1h30min. foi muito). E novamente, um baita transito. E eu tirei um chochilo dos bons desde SBC até na PInheiros.
Chego na USP ai um pouco mais de tranquilidade, porque a primeira aula era CEC (NADA, aula vaga). Ai fiz algumas poucas coisas que tinha pra fazer lá.. fui pro seque, e fiquei vendo uns e-mails e mandando uns e-mails, e vendo umas coisas na net. Só checando. Depois fiquei dando umas voltas lá pelas redondezas do IME, respirando aquele ar puro da rua do Matao. Ai volto... e lá vem a aula de calculo. Entramos em funcoes, e analisando de varias maneiras, e umas coisas muito locas, mas legais, tipo dahora mesmo!
E depois volta para casa...

Quarta-feira
Bem, após ir dormir as 2 da madrugada, acordei as 7h. Para ir para UMESP, ai lá levo uma bronca por ter chegado um pouco alem do combinado, e fico com aquelas borrachinhas bem simpáticas nos dentes. E na volta, não aguentando mais o sedentarismo, e meu corpo quase que entrando em sindrome de abstinência... eu fui no parque do Ipiranguinha, e me exercitei legal. Depois voltei para casa correndo. E tomei um banho frio.... AAAhhhhhhh que delicia!! Meu, apesar do sono, me senti MUITO BEM. Mas muito bem mesmo!!!
Nao sei explicar... era um tremendo alivio e bem estar. COmo se todo meu corpo estivesse grato, cheio de vitalicidade.
Ai depois, tirei uma soneca das 11h -14h que eu nao tava aguentando mesmo.
E lá vai a van novamente.

Na USP, moh correria, a aula de Calculo... ensinou a funcao composta, e como que o carinha lá foi chegar no famoso DELTA (b² - 4ac) quando se tem uma equacao de segundo grau ax²+bx+c. E também como que o cara foi chegar no gamoso (-b +- RAIZdoDELTA): 2a - meu, a coisa é muito complicada, complexa, loca.. Umas contas gigantes. E tudo partil da funcao composta.
E depois deu uma introdução a funcao exponencial.
Após aquelas aulas "mavilhosas" (ironia) de geometria analitica sobre os vetores. Aff! E fiquei sabendo que tinha uma lista para sexta-feira para entregar... Ai... simplesmente. MAIS CORRERIA!!!
E a van pra casa. Foi até legal na volta, mais discontraido os papos. O ruim é que o pessoal lá ou só fala bobeira, ou só sobre futebol. Ninguem merece. Papo bom, nao presenciei ainda nenhum.

Novamente, em casa, bem tarde. E fiquei até um pouco mais tarde acordado por causa duma entrevista do JO Soares com o Sid Moreira, mas cortaram na parte mais interessante, quando ele toca sobre a vida espiritual e o coral lá canta.

Quinta-feira
Eu já estava com a conciência muito pesada, porque passou praticamente toda a semana, e eu não dei nenhum tempo para meditar na Palabra de Deus, a uma oração mais profunda. E isto estava acabando comigo. Sentia minhas baterias espirituais, mentais, fisicas já quase esgotadas.

Acordei 6 e pouco... ai fui rapidao para UMESP. Ops. agora que lembrei... as borrachinas nao coloquei na quarta, mas sim na quinta bem cedo. Ai depois foi colocado o aparelho o tal do Hirax.
Ai volto pra casa...

E fiquei estudando. Só que ai finalmente, dei uma "pegada" na Biblia e um breve momento com Deus. Mas tipo, apenas pra deixar com mais agua na boca. Nada que satisfizesse.
E lá vai a VAN. Só que saimos mais cedo 30min antes. E começou a chover lá em Sampa, ai foi mó lentidao... fora o Moises passando com tudo nas poças.
Chega no IME... e acabamos nao chegando adiantado. A aula logo começou do laboratório. Lembra daquele exercicio de Terça é. Ninguem conseguiu. E foi quase que a aula toda (2h cada aula) fazendo-o. E tipo, era umas coisas bem dahora. No fundo não era tão dificil assim. O problema era a INTUIÇÃO conseguir encontrar um caminho para a solução.
Meu essas aulas do Laboratório, meu são muito cabulosas. Tipo o problema é que acredito ser muito forçado para o pessoal do primeiro semestre, para os veteranos é mais tranquilo.
Depois a aula de Calculo, e os expoentes sendo analisando mais a fundo. O problema foi quando entrou numas funções muito malucas!!! e umas compostas mais malucas ainda. E minha concentração já estava bem baixa. Ai foi a parte mais UAL!! da aula... quando o professor falou do tal do buraco na reta real.
Um exemplo tosco disso:

2²=4 <-> (entao, portanto) 2(elevado a n, sendo que n<2)>=4.

E esse é o tal do buraco. E existe uma outra propriedade que faz com que tal buraco seja preenchido e tal não ocorra. Mas o professor não entrou em detalhes, disse que essa coisa é mais estudada no curso de Pura (Bmac = Bacharelado em Mat.)

Ai voltei na Van. E até um dado ponto da pinheiros, o assunto ali na van foi esse. O buraco da reta real. E o pessoal da FEA (administracao, economia, contabilidade) falando de suas aulas que os professores apenas faz a galera debater. E de uns malas na sala.

Cheguei em casa mais cedo 12:10, só que após comer, comecei a fazer a ficha de GA (geometria analitica), ai fiquei até umas 2 da madrugada, e apenas consegui fazer a alternativa a do primeiro exercicio.


SEXTA-FEIRA (ta chegando)
Eu tinha distribuido meu horário de tal forma que conseguisse tudo que tinha para fazer antes do por-do-sol. Mas... foi ainda melhor do que o planejado.

Acordei 1h após o planejado, ou seja, as 8:30. Ai rapidao, como e etc. Arrumo a mochila... e vou pra USP.
Pega onibus... pega trem (40min).. ai chega na LUZ, pega o metro.. vai até paraiso, pega o metro linha verde até Vila Madalena... e pega o ORCA até a USP. Cheguei na USP umas 11:40. Um sol muito forte... e os ciculares que nunca passam, ai fui a pé mesmo. Ai ando uns 20min... até a praça dos bancos, paga umas contas, ai fui pro IME... umas 12:40 chego lá. Vejo o que tinha que ver na sessao de alunos, vou lá deixar minha ficha de exercicios com a professora (ah, eu fui fazendo a ficha de exercicios no trem e metro). Dou uma passada no CEC. E vou para Biblioteca, e ficou um bom tempo lá tentando achar os livros que precisava. E no fim nao consegui. Os livros bons já estava todos pegos de Calculo. APenas peguei uns de GA, que nem eram do Boyle.

Ai eram 1:30 quando sai do IME. E 2h quando cheguei lá na P1. AI ligo para a aluna falando que ia chegar mais tarde para a aula, e felizmente, ela disse que ia sair que nao ia dar para fazer a aula. Primeiro foi bom por causa do horario, e segundo, porque ainda nao acostumei com o aparelho e to falando meio estranho.

Lá vai novamente: Orca-MetroLOTADO-MetroLOTADO-TremLOTADO-Santo André. Ai vou no centro, compro um material escolar e vou pra casa.

Em casa 4 e tantos da tarde. Almoço, faço uma preparaçao pro sabado. Arrumo umas coisas. E bla bla... e finalmente entra no sábado.
Ai vou pro ensaio do coral. E tipo, nunca o sabado pareceu tão significativo para mim, quanto ao requisito dia de descanço. Logo comecei a sentir o refrigério de minha alma. NOsa muito bom! E o ensaio foi bom. Esse aparelho, ele ajuda muita pra cantar, eu conseguia a fazer as notas graves com mais facilidade e com mais potencia de voz. Ou como o Rafael disse: parece que eu coloquei um amplificador na boca. Acredito que isso se deve ao fato dele diminuir o diametro da boca por onde passa o ar, e isso faz que o ar seja mais comprimido e aumente a pressão e assim o volume, e isso também diminuia a amplitude das ocilações, o que ajudava a fazer as notas mais baixas. E o baixo estava super empolgado. DETONAMOS!!! QUem diria, o destaque do Pedra pode ser o baixo esse ano... - hehe adios tenor!

Após o ensaio, logo vou pra casa. Mas antes, claro, nada como falar com alguns bons amigos após uma semana bem tribulada e sem muito buscar o maior poder (Deus). Ai voltei pra casa. E me sentia ótimo, cheio de energias, animo... não sei explicar. Isso se devia ao sermão no ensaio, e aos louveres etc. Estava com a alma vivificada, explodindo de harmonia.
Ai chego em casa, finalmente, após uma semana inteira vou estudar a Lição a qual estava muito boa, deliciosa de estudar. Diferentemente daquela apostila pro concurso publico do BB.

Sábado
Dormi até dizer CHEGA. Foi meio que tudo ótimo, muito bom. Cada minuto desse dia era como contemplar um bélissimo por-do-sol no topo de uma montanha bem alta após um trekking daqueles e ter passado por parasidiacas cachoeiras. hehe

Fui para a Igreja, e tudo parecera correr bem. Lá na sala dos JOvens 2.. sei lá, foi tudo muito bom. Até a lição sendo passada pelo Mario Pavan, o qual eu estava meio encucado com ele pensando que ele ia falar alguma rorota, mas foi tudo bem, ótimo. Apenas podia tocar em alguns pontos mais fortes da lição que passou de forma muito suave. E não deu para concluir direito por causa do tempo que se esgotara.
Então converso um pouco com a Paulo, e queria falar mais, sei lá, estava com uma carencia de conversar com os grandes amigos depois dessa semana. Mas isso durou até a porta para a sala do coral. hehe
Bem, tudo parecia perfeito até que chegou a musica do coral, com aquele maledito playback que é bateria pura daquela musica do Arautos: Irmao.. te erguerei, e o temor passará, dá-me a mao... vamos orar... e assim... - mas até que saiu bem a musica. Porem aquele playback funciona como um calcanha de Aquiles para essa musica. - O problema foi o baixo, o pessoal só fez melodia, e o segundo tenor tambem... só o primeiro tenor, que apenas numa hora fez sua nota, e uns segundos tenores perdidos subiram juntos. DO baixo só eu fiz o baixo, só que meio perdido, tenho que dar uma olhada na partitura hehe... mas como digo "eu erro com convicção". (ou seja, mesmo que esteja errado as notas etc. eu canto convicto com tudo, como se fosse meu ultimo cantico).

AI depois teve umas boas vindas ao toninho e o outro que esqueci o nome. E um PEFEITO sermão (nem sei como elogiar, estou sem palavras) feito sobre Luc 15, em suas 3 parabolas. Olha incrivel... talvez, quando tiver tempo, eu coloque suas lições e analises no ociokako.

Na saida, convercei com o Fernando... que lega. Depois com a Dani e o namorado dela, que sempre esqueço o nome. Ai nisso o resto do pessoal que queria falar foi embora. E no final pego o Michel e ele empresta seu livro de Calculo do Stuwart, que eu nao consegui lá na Bibli. do IME.

Fui pra casa da vó e um ótimo almoço, com uma incrivel e expetacular torta de milho que meu! Apenas fez com o dia ficasse PEFEITO ao quadrado.

Depois fiquei o resto do dia em casa, descançando da semana. E fazendo o que pouco fiz em toda a semana, conversar com Deus. Foi muito bom, muito bom mesmo... cada coisa que ele me disse... nossa! Como Ele é bom e sábio.
Apenas quando o Dudu chegou, ai empacou um pouco meu por-do-sol.

Bem, e aqui estou.

Revigorado! Novo em folha. Preparado para mais uma semana. E um domingo de muita matemática. - hum... só quero ver como vou fazer com o clube.

conclusão:
Acredito que foi talvez a primeira vez que o sábado foi tão completo. Nunca a parte quanto ao "dia de descanço" e "abençoado" foram tão fortemente explicitos em minha mente. Foram muito fortes nesse dia. Foi MUITO BOM mesmo. Nossa! To empolgado... quero elogiar e elogiar, e dizer dessa magnitude, dessa virtude... desse dia.
Um grande problema aconteceu, Satanas trabalhou de tal forma para me OCUPAR me encher de coisas, principalmente minha mente, para não ter tempo para Deus. E acebei permitindo que isso ocorresse. Mas nessa semana, meu horário começou a se adaptar; comecei a encontrar um caminho, uma solução.. para assimilar: USP, aulas, estudar, exercicios e Deus... de uma forma harmonica e equilibrada. APenas não dará para ser totalmente perfeito por causa do horário que estudo que é de noite. Mas logo logo, o problema não mais ocorrerá.

2 comentários:

Ana Lígia disse...

Que semana foi essa?!?! Perdi o fôlego só de ler :P
- Ótima chance essa de ter visto milhares de estrelas, Sol, planetas e o cometa! Eu ainda ñ fui a um planetário, e ñ pude ver os astros, c/ exceção de ontem, quando levaram um telescópio p/ quadra do Bosque e vi a Lua de perto por alguns segundos (pq a fila era grande). Era linda mesmo! Mas dá pena pensar que até a Lua, tão divina e sedutora, já foi alcançada pelo SER HUMANO (tão vil). Fico triste de as pessoas (eu tb) ñ aproveitarem o qto podem a natureza de Deus. Qdo o mundo estiver podre e ñ houver nada de belo p/ se contemplar, talvez valorizem os séculos de tanto desperdício.
- Isso de forçar a mente p/ fazer o seu cálculo é incrível! Sinto a mesma coisa c/ algumas coisas da faculdade. É como se tivéssemos de espremer o cérebro e forçá-lo a pensar, solucionar, criar. Adoro isso!
Vou te contar uma coisa: admiro quem curte matemática. É um barato doidaço, mesmo! Eu adorava até ter uma profª que destruiu a matéria em vez de deixá-la + encantadora, além disso, "humanas" me dá mais prazer.
- De vez em quando é bom falar besteirola. Relaxa c/ o pessoal da van, tá tdo mundo estourado p/ ficar de papo cabeça no fim do dia :)
- Ñ sabia que vc dava aulas particulares. Po, vc tem vida de adulto rss.
- Sábado, dia do Senhor! O meu tb foi ótimo, me ocupei c/ coisas/pessoas da IASD. É bom estar perto de Deus, melhor ainda qdo ouvimos o que Ele tem a dizer (e eu ainda to aprendendo a ouvir). O chato é que a vontade dEle quase nunca coincide c/ a minha rss.
Ah!!!! agora tenho que me despedir de vc, to mais que atrasada p/ me arrumar p/ Bienal do Livro em SP!!!! Sim, eu vou! tenho que me arrumar e pegar mais duas amigas no caminho. Depois eu te conto como foi. Um abração e ótima semana!

p.s.: fico feliz pq vc já tá ajustando seus horários. Tchau!

Ana Lígia disse...

Que isso, meu comentário foi do tamanho dum post! Vou sintetizar melhor as idéias.
Te falei que ia p/ Bienal, e fui. Andei mto e ñ vi tudo, comprei uns dicionários, vi novidade. Aproveitei o qto agüentei. Tudo de bom e um abraço.